PUBLICIDADE | LOJA ONLINE | ATENDIMENTO | ASSINATURAS Online Editora
Publicidade

Revista do Mês REVISTA DO MÊS

Casa & Decoração

O Prazer de Morar

ASSINE A SUA
Faça já! > Bem receber
Festa de criança
Por Hubert Krause | Texto Bárbara Sousa | Fotos Divulgação

Para garantir a animação da festa do início ao fim, nada melhor do que seguir as dicas de quem entende do assunto. Autor do livro Ganhe Dinheiro Brincando – Recreação em Festas e Eventos, Hubert Krause dá as dicas!

1) Para elaborar uma programação de atividades divertidas, é fundamental conhecer o espaço em que a festa será feita. A dimensão e as características do ambiente vão direcionar quais tipos de brincadeiras poderão ser realizadas. Espaços livres e grandes possibilitam atividades de maior movimentação, como esportes e brincadeiras de correr. Já os espaços mais restritos favorecem atividades intelectuais ou manuais com pouca movimentação. No caso de locais abertos, tenha sempre um plano B, caso o dia esteja chuvoso.

2) Ao contratar atrações, questione os prestadores de serviços sobre quais atividades seriam desenvolvidas para divertir e integrar. Contrate a empresa que apresentar as melhores soluções para essas difíceis tarefas. Para espaços maiores, a locação de brinquedos como pula-pula, escorregadores infláveis, cama elástica e piscina de bolinhas é uma ótima pedida.

3) Outra dica funcional é adequar as opções de entretenimento conforme a faixa etária dos convidados. Para facilitar, divida em quatro grandes grupos: bebês, crianças de 3 a 6 anos, crianças de 7 a 12 anos e convidados acima de 12 anos. Em festas que reúnem crianças de diferentes faixas etárias, o ideal é que essa programação de atividades seja mesclada para atender a todas elas.

4) As atividades recreativas precisam ter início, meio e fim. Quanto maior o tempo disponível, maior terá de ser o repertório de brincadeiras. Se há pouco tempo, escolha as melhores ou, no mínimo, as atividades que tendem a funcionar melhor para aquele grupo presente na festa.

5) Dependendo do número de crianças, será necessário ajuda para elaborar, propor e aplicar as atividades recreativas. Como referência, leve em consideração a seguinte sugestão para formação de uma boa equipe: um recreador para cada cinco crianças de 0 a 6 anos. Para crianças de 7 a 12 anos, um recreador para cada grupo de 10. Já para faixa etária acima de 12 anos, basta um recreador para 20 convidados.

6) Para bebês e crianças até 2 anos, recomendo atividades que estimulam o aprendizado e as ajudam a solucionar dificuldades, como brinquedos com discos e alavancas, blocos de empilhar, caixas com itens para encher e esvaziar, discos ou chaves em anéis, brinquedos fáceis de ativar, outros que pulam e grandes bolas de plástico para encaixar. O segredo de uma boa diversão para essa faixa etária é a conquista de pequenos desafios a cada brincadeira.

7) Para a faixa etária que vai de 3 a 6 anos, indico atividades recreativas que estimulam a curiosidade e a imaginação. Crianças dessa idade são muito ativas e gostam de trocar de atividade mais vezes. Para garantir a diversão, aposte em brincadeiras simples, com poucas regras, como faz de conta, casinha, escolinha, fazer compras, imitar um super-herói, animais e profissões. Em resumo, atividades que reproduzam o cotidiano à sua volta.

8) Crianças de 7 a 12 anos gostam de atividades recreativas que demandam um maior esforço físico. Invista em brincadeiras que estimulem o movimento e a competição. Sugiro jogos com regras mais complexas e, de preferência, com muita movimentação. Gincanas entre equipes e disputas esportivas tendem a funcionar muito bem. Os tradicionais pega-pega, esconde-esconde e polícia e ladrão sempre fazem sucesso entre crianças dessa idade.

9) Para envolver os adolescentes e adultos em atividades, é interessante que elas sejam com pouca movimentação e de caráter mais cultural e intelectual, para que o conhecimento seja desafiado. Jogos de tabuleiros, de memória, quiz de perguntas e respostas e atividades com música funcionam bem.

10) Depois de tudo planejado, liste todas as tarefas que precisarão ser executadas até a realização da festa, para que a sua programação de atividades recreativas aconteça sem maiores dificuldades. Lembre-se de que a data da festa é o prazo final para a definição de tudo. Por isso, prevenir é melhor do que remediar. Não deixe para a última hora e evite confiar tantos detalhes apenas à sua memória. Boa festa e uma excelente diversão.





Hubert Krause se destaca
por ser o primeiro Bacharel
em Lazer e Indústria do
Entretenimento do Brasil.
É também vice-presidente da
Associação Brasileira de
Recreadores, coordenador
pedagógico da Universidade
da Diversão e ainda realiza
consultoria de entretenimento
e recreação para mais de
50 bufês infantis.
Tels.: (11) 2309-3169, 9325-3169,
www.hubertkrause.com.br

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Fiquei muito feliz porque o Portal Decoração foi lançado. Quero que saibam que vou estar sempre aqui aperriando todos vocês. Um super Cheirão!

Tatiana Veras, João Pessoa - Paraíba, via e-mail
Editora Online