Publicidade

Decore > Apartamentos
Invasão colorida
Texto Patricia Galleto | Fotos Sidney Doll

Como prólogo desta história, uma vontade de mudar completamente o astral da casa. A decisão da moradora, uma empresária com uma filha pequena, fez com que este apartamento de 127 m² ganhasse uma decoração totalmente diferente. No lugar dos tons neutros, então, entraram as cores fortes, como o pink, que direciona as demais tonalidades da sala. A posição dos móveis também foi modificada, conferindo novo sentido à integração dos ambientes. O colorido invadiu, ainda, o quarto e a copa, enchendo-os de alegria. Neste novo cenário projetado pela arquiteta Raquel Molica, couberam, por fim, muitas obras de arte por todos os cômodos, bem ao estilo de que a moradora gosta.

A varanda tem paredes revestidas com papel floral da Wallpaper. A bubble chair faz a alegria da criança, que gosta de balançar suas bonecas. Os tecidos das poltronas e das almofadas são da Missoni.

É cor-de-rosa choque

Impossível não sentir uma certa ousadia no ar. Com a proposta de trazer cor aos ambientes, Raquel Molica optou por uma base superviva nas salas de estar, TV e jantar. A inspiração veio do papel de parede floral utilizado para demarcar a varanda integrada ao living. “Eu abusei mesmo, tomei como ponto de partida o pink e fui atrás de materiais que pudessem casar com ele”, conta.


Embora exista a integração, tudo foi bem delimitado. As ripas de madeira revestidas de laca brilhante da Florense na parede determinam o espaço da minigeladeira; a sala da TV se define pelo tapete da Missoni

Para dar equilíbrio ao tom vibrante, a arquiteta priorizou móveis e objetos brancos, marrons e transparentes, deixando para explorar as estampas nas poltronas, almofadas e no tapete zig zag, posicionado de forma estratégica. “Ele começa com o roxo virado para as poltronas e termina com o vinho, coincidindo com a cor da geladeira, que define o espaço da sala de TV”, explica.

O layout também foi alterado para favorecer a interação entre as salas de estar e de TV, já que esta última ficava onde hoje é o espaço de jantar. O cantinho da varanda, por sua vez, faz coro à descontração com a presença da Bubble Chair, utilizada, inclusive, pelas bonecas da menina. 

O lavabo ganhou papel de parede roxo da Wallpaper, com detalhes que simulam raios de luz 

No living, o quadro de Rafael Cao ganha destaque, e, na sala de jantar, a obra de Isabelle Tuchband estampa a parede



Flores no almoço


Na copa, o papel de parede florido e a estante verde chinesa roubam a cena e deixam a hora do almoço ainda mais gostosa entre mãe e filha.

Para alcançar o clima ideal, Raquel propôs que a mesa de quatro lugares que ocupava toda esta área fosse substituída por uma menor e mais leve, com tampo espelhado e cadeiras transparentes.

“O espelho do tampo da mesa reproduz ora o papel, ora a estante, dependendo do ângulo. A mesa com as cadeiras parecem quase não existir”, observa a arquiteta.

O resultado final foi alcançado de forma prática, especialmente em relação à aplicação do papel de parede, feita sem a retirada dos azulejos originais. Para nivelar a superfície, Raquel utilizou massa corrida sobre o revestimento.

A estante chinesa Huarez Green, da Artefacto Beach & Country dá mais espaço às louças da cozinha




Toque de arte

Se, por acaso, nos demais ambientes a informação passou batida, no quarto da moradora, ela se faz bem evidente: arte não falta por aqui. Com quadros, esculturas, fotos e peças assinadas, a profissional deu vida nova ao dormitório, antes convencional.

“As únicas coisas que foram preservadas do projeto original foram a cama e esses espelhos nas laterais. Havia dois criados-mudos bem comuns, do mesmo tamanho. A ideia foi trazer coisas diferentes, com cor e brincadeira”, aponta.

Embora ainda despojado, o espaço foi marcado por uma base sóbria, como se observa na parede cinza. Para deixá-lo mais aconchegante ou mais intimista, dependendo do dia, a moradora investe na variação do estilo da roupa de cama.


Sobre uma base cinza, a proposta de trazer mais vida à casa foi cumprida por meio de obras de arte no quarto da moradora, como a escultura de bolsa (David Gerstein) e o quadro de acrílico (Neno Ramos). Os antigos criados-mudos simétricos e comuns foram substituídos por mesas laterais coloridas em um dos lados da cama

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

A revista Casa & Decoração é ótima. Algumas peças que eu vejo nela me inspiram. Faço artesanatos há 20 anos com fibras de coco, osso bovino e madeira de demolição

Roberto Carlos Cardoso, Cidade Petrópolis - Rio de Janeiro, via e-mail
Editora Online