Publicidade

Harmonize o lar > Equilíbrio e bem-estar
Cuidados com as crianças em casa
Texto: Beatriz Grando | Ilustrações: Shutterstock

































Cozinha, escada, tomadas... Sua casa parece um "campo minado" para as crianças? Calma. A arquiteta e designer de interiores Dani Gauch explica as principais precauções na decoração para garantir a segurança dos filhos.

Sob encomenda
Na hora de projetar uma casa em que há crianças, o arquiteto deve lembrar aos pais que elas irão crescer, por isso, não se pode ficar refém de uma decoração específica para elas, recomenda a arquiteta e designer de interiores Dani Gauch. “Agora, eles terão que tomar cuidado com a localização da piscina, local de instalação e formato da escada e altura das janelas”, complementa. Estes elementos são os mais perigosos para os pequenos.

Quarto de criança
Não coloque prateleiras muito baixas a ponto de as crianças baterem a cabeça ou se pendurarem. Se tiver quinas, instale almofadinhas (cantoneiras), disponíveis no mercado. Além disso, pisos maleáveis, como os vinílicos, são ideais. “Agora, se você já tem o piso, compre os tapetes montáveis de EVA coloridos, que são ótimos para evitar machucados mais sérios em quedas”, recomenda. Também é indicado manter caixas de brinquedos ao alcance, para que possam escolher com o que brincar.

Rede de proteção
É preciso instalar redes de proteção em qualquer janela. “Mesmo em prédios, no térreo ou no primeiro andar”, explica a arquiteta. “É recomendado que a cada dois anos seja feita uma revisão por uma empresa ou profissional especializados”, finaliza.

Grades garantem mais a segurança da casa do que da criança, mas, se você quiser colocá-las, opte pelas de alumínio. Em apartamentos, é melhor instalar grades por fora das janelas. “No entanto, deve-se consultar o condomínio antes sobre isso, pois muitas vezes só são aprovadas redes de proteção”, explica Dani.

Confira as dicas de Dani Gauch para deixar sua casa mais segura:
1) Instale corrimão e grade de proteção nos pavimentos com escadas. Redes de proteção também são necessárias quando se tem vão livre nas laterais.►

2) Faça uma instalação segura para a TV, especialmente se for um modelo preso à parede.►

3) Mesinha de centro: “Muitas vezes, os pais decidem encostar a mesinha por até dois anos para não atrapalhar o dia a dia da criança, mas o certo é manter sua rotina, apenas colocar cantoneiras e tirar os adereços”, explica a arquiteta.►



◄4) As janelas devem ter sempre proteção. “Prefiro redes a grades, pois, dependendo do desenho desta última, a criança pode passar pelo vão”, detalha Dani.

◄5) Evite deixar chaves na fechadura. Elas devem ficar penduradas em um chaveiro alto. Outra opção é instalar uma chave tetra para dificultar que a criança abra a porta. “E também não pode ter uma mesinha ou cadeira ao lado, caso contrário, a criança vai subir para pegar”, alerta.




6) Os gaveteiros, em especial o de facas, armário de produtos de limpeza e caixa de medicamentos devem estar sempre trancados com travas de plástico, à venda em grandes lojas de materiais de construção e decoração.►

7) Mantenha a tampa de vidro do fogão abaixada e, se possível, desligue o gás quando não estiver usando. “No caso dos cooktops, que não têm tampa, o ideal é desligar o gás”, ressalta a profissional.►

8) Mantenha portas de armários fechadas com chaves ou travas.►



◄9) O vaso sanitário deve estar sempre com a tampa abaixada e travada com as travas disponíveis no mercado. “O ideal para cômodos como lavanderia, cozinha e banheiros é deixar a porta fechada para que o acesso da criança seja restrito”, completa Dani.

◄10) Tomadas são muito perigosas, por isso, instale protetores de plugues. “Mas precisa ser o tipo mais resistente, pois algumas crianças adoram brincar de tirar o plugue”, alerta Dani

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Está lindo! Parabéns! Se precisar de um antes e depois, meu apto é perfeito, pois é todo improvisado. Abraços!

Kelly Nagaoka, São Paulo - São Paulo, via Orkut
Editora Online