PUBLICIDADE | LOJA ONLINE | ATENDIMENTO | ASSINATURAS Online Editora
Publicidade

Revista do Mês REVISTA DO MÊS

Casa & Decoração

O Prazer de Morar

ASSINE A SUA
Faça já! > Resolva
Decoração barata para apartamentos
Por Ana Paula de Araujo | Fotos Gabriel Valdivieso (Divulgação)

Gastar rios de dinheiro com decoração está longe da realidade da maioria dos brasileiros. Diante desse quadro, para tornar seu cantinho mais agradável, é preciso criatividade e jogo de cintura – arte dominada pela designer de interiores Vivianne Pontes, dona do blog Dcoração. Convidada para decorar dois apartamentos do Bairro Carioca – região que abrigará pessoas que perderam suas casas nas enchentes que devastaram regiões do Rio de Janeiro, além de famílias cujos imóveis foram desapropriadas com o projeto das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadoras) –, a profissional provou que é possível decorar um imóvel inteiro com R$ 3 mil, com exceção de móveis mais caros, como sofá, camas, fogão, geladeira, e armário da cozinha.


Para decorar o apartamento de 57 m², Vivianne – que ainda não conhecia quem iria ocupar a casa  – criou personagens-moradores para que a decoração tivesse uma identidade. “Procurei construir personagens verossímeis a partir de gente que conheço. A Benedita mora com o marido e dois filhos, Leandro, que tem 12 anos e gosta de pipas, e Leonardo, que está servindo ao exército e não dorme em casa”, conta. Com esse ponto de partida, a decoradora passou a definir os elementos que comporiam a morada, sempre pensando no orçamento. Em apenas um mês, o projeto – que leva paleta de cores inspirada nos quadros da pintora naïf carioca Rosina Becker do Vale – estava concluído.


“A proposta é respeitar a ideia de uma vida prática, mas mostrar a identidade dos moradores, de maneira que eles se sintam confortáveis morando lá. Esse não é um projeto de casa, é um projeto de lar. E quando se usa essa palavra é como reconhecer a harmonia entre morador e morada”, diz a designer.


Para economizar, a profissional não precisou plantar bananeira ou dar cambalhotas. A seguir, confira as fotos do projeto e aproveite os truques de Vivianne Pontes para decorar apartamentos pequenos sem gastar muito:

 

AnteriorProxima

Logo na entrada do ambiente, a sala está completamente renovada. Por conta do pouco espaço, Vivianne teve a ideia usar dois aparadores que, em outra disposição, viram uma mesa de quatro lugares. “O apartamento só tem uma sala, então se eu colocasse uma mesa grande, o sofá ficaria apertadinho”, justifica. O charme fica por conta da pintura gráfica nos pés dos aparadores, que custaram R$ 151 os dois.

Antes e depois: dá pra acreditar que essa parede foi feita com tecido? Ao todo, a brincadeira custou R$ 20 – R$ 3,99 o metro do tecido e a cola.

Para ares hi-lo, a designer escolheu um móvel para brilhar: a mesa de centro. “Eu queria usar um elemento que fosse mais pop. Acho interessante que pelo menos uma peça tenha um maior valor, seja destaque. Assim dá para economizar mais nas outras”, conta. De fato, a mesa foi o item mais caro de toda a composição, R$ 750 no varejo.

Mesmo os homens sendo maioria na casa, existe um cantinho em que Benedita, que é costureira, pode relaxar e fazer seu trabalho. “O cantinho da Benedita, onde ela passa o dia bordando, é feminino e delicado. Por acaso é a sala”, entrega Vivianne. Para deixar sua personagem bem à vontade, a designer escolheu a tinta Tarde em Paris, da Coral (Ref: 90RR51/191).

Bastaram alguns retalhos de tecido e bastidores de bordado para que, de sem graça, a parede ganhasse vida. “ Basta encaixar o tecido no bastidor e pendurar em um preguinho”, ensina Vivianne. Já o lustre foi feito com sobras de malha.

Aproveitando tecidos, Vivianne Pontes usou a cadeira Graciosa (R$ 300 sob encomenda), trançada em malha. “Como a Benedita é costureira, faz artesanatos, achei importante ter uma cadeira confortável perto da maior janela. Assim há um maior aproveitamento da luz natural, e ela pode bordar sem a necessidade de acender lâmpadas por mais tempo”, diz a designer.

Destacando a religiosidade de Benedita, Vivianne ornou uma das paredes com divinos customizados. “A quantidade tem a ver com uma regrinha que uso para mim: 'Quando se tem pouco, junte'. Como eu não tinha orçamento pra comprar muitos objetos, 'juntei' os que eu podia. Assim, causam mais impacto”, ensina. Cada um custou R$ 5 sem a pintura.

“Em casa de costureira e artesã, não pode faltar um fuxico”, brinca a dona do Dcoração. Aqui, o mimo serve de prendedor de cortina que, por sua vez, dá destaque à luz natural – item indispensável nos projetos de Vivianne. “A gente vive em um país com tanto sol, não justifica por uma cortina pesada e ter que acender a luz. Na maioria dos casos prefiro cortinas brancas que deixam a luminosidade passar. Quanto mais claridade, maior nos parece um ambiente, mas essa regra não é absoluta”.

Optando por um tecido barato, Vivianne usou uma sacola de feira para compor um quadro. Já a prateleira, comprada em uma loja de R$ 1,99, foi revestida com tecido de patchwork.

Na cozinha, a grande sacada foi simular ladrilhos hidráulicos com adesivos, cada 12 unidades custa entre R$ 30 e R$ 35. “Além de mais barato, não mexe permanentemente no revestimento, e é uma excelente opção para imóveis alugados”, dá a dica. O lustre foi feito com forma de gelatina.

“A Benedita não gosta de cores claras. Então, mesmo no quarto, eu não poderia inventar tons clarinhos”, diz Vivianne, justificando a paleta do quarto de 8 m². “A solução para um sono tranquilo foi abusar do branco, dar toques de azul, e deixar o laranja em traços, e na colcha, que é tirada pra dormir”. A cama, comprada por R$ 350, foi lixada e pintada com tinta acrílica. Ao seu lado, nichos, que cumprem o papel de criado-mudos de baixo custo e funcionais, já que armazenam objetos decorativos. As molduras eram porta-retratos de R$ 1,99, que foram devidamente customizados pela profissional.

Mais uma vez, a designer investiu em lustres baratos e de bom gosto. A opção para este ambiente foi uma cúpula bordada (clique aqui e veja o passo a passo), que custou R$ 23,99. “O ponto cruz foi uma solução simples e barata”, diz a responsável pelo projeto.

Aqui, a designer investiu em lustres baratos e de bom gosto. A opção para este ambiente foi uma cúpula bordada (clique aqui e veja o passo a passo), que custou R$ 23,99. “O ponto cruz foi uma solução simples e barata”, diz.

A presença de retalhos de tecido é uma constante no projeto. Vivianne explica que, por causa do orçamento apertado, ela teve que buscar materiais que não tivessem custo, como os pedaços de pano, que ela ganhou em facções de roupas. Com esse material em mãos, pode fazer uma almofada criativa e até edredons de camiseta básica.

Leandro, o irmão mais novo, é louco por pipas. O gosto do pequeno foi respeitado na hora de criar a mesa de estudos, feita com uma carteira escolar comprada por R$ 10. Já a parede foi feita com cola permanente e papel de pipa, com custo total de R$ 3. “Papel de pipa é muito barato, comprei o cento por R$ 20 há um ano”, indica Vivianne. O pufe (R$ 50) também é um baú, ganhando dupla função.

Já que não podia trocar revestimentos, a designer optou mais uma vez por tecidos adesivos na pia do banheiro, que fica do lado de fora do ambiente.

O corredor entre a sala e a cozinha ganhou outro lustre pra lá de criativo, uma fruteira, que custou R$ 3,99.

 

Dicas para economizar:

- “O preço da mão de obra anda pela hora da morte. Tudo que a gente mesmo pode fazer é opção econômica”, segreda Vivianne.
- Garimpe. De lojas de R$ 1,99 a bazares, você pode encontrar peças baratas que, com pouco trabalho, estarão novas em folha.
- Em vez de papel de parede, por que não usar tecidos? Basta comprar o material por metro e aplicá-lo com cola
- Se não puder trocar os revestimentos, invista em adesivos, como foi feito na cozinha (em que ladrilhos hidráulicos foram simulados) e no lavabo.
- Escolha uma peça para dar destaque em um ambiente. Ela poderá ser mais cara. Assim, você economizará nos demais elementos.
- Aposte em itens inusitados. Que tal uma fruteira que vira lustre? E camisetas que viram edredons?
 

Aparadores e cadeira macarrão: AIM Mesas e Cadeiras; banco Pop 70: Tok&Stok; tecido sala de estar: Varejão das Fábricas; mesa de centro: Estúdio Olhar; divinos: Saara; cadeira Graciosa, lustre de tricô, tapete da sala, tapete, almofadas, edredons e cortina do quarto dos meninos: Estúdio Circo; adesivos da cozinha e lavabo: Tecido Adesivo; lustre do quarto: Casa Quinze; bancada de estudos: Exército da Salvação.

 

Onde encontrar:
AIM Mesas e Cadeiras – Tel.: (11) 2924-8159 – www.aimmesasecadeiras.com.br.

Casa Quinze – www.casaquinze.com.br.

Estúdio Circo – circo.tanlup.com.

Estúdio Olhar – estudioolhar.wordpress.com.

Exército da Salvação – Tel.: (11) 4003-2299 – www.exercitodoacoes.org.br.

Saara – www.saarario.com.br.

Tecido Adesivo – www.tecidoadesivo.com.br.

Tok&Stok – SAC: 0800-70-10-161 – www.tokstok.com.br.

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Conforme já comentei no twitter, voces estão de parabéns, eu estou adorando o portal. Estou com a casa em reforma e tem sido muito útil. Obrigada

Tania Mancini Choer, Pelotas - Rio Grande do Sul, via Orkut
Editora Online