Publicidade

Decore > Etc.
Renovação para a Vida Moderna

De tempos em tempos, o modo das famílias morarem se modifica e as moradas precisam se adaptar para sempre estarem de acordo com as necessidades do mundo moderno. No caso desta residência projetada pela arquiteta
Cristiane Schiavoni, os 300 m² não eram bem distribuídos para uma família que recebe poucos amigos em casa e com uma rotina frenética. “Mudei praticamente toda a planta. Como esse apartamento é antigo, tem aproximadamente 60 anos, o estilo de vida daquela época era totalmente divida ferente de agora. Tinha nas mãos um apartamento de cinco dormitórios com dois banheiros, além de copa, despensa e uma área enorme de empregados sem necessidade. Por isso, os proprietários me pediram praticidade e funcionalidade para que pudessem desfrutar de momentos de lazer”, conta a profissional. O primeiro ambiente pensado para as horas de descanso foi a sala de lareira (Polytec) com base de mármore marrom imperial (Karina Mármores), com poltronas roxas (Clami Design) para tomarem um bom vinho. 

 

Área de entretenimento
Na sala de TV, a principal peça é o painel da artista plástica Adriana Pastori, que vai de uma ponta à outra da parede, dando profundidade à sala. Um sofá confortável neste ambiente era de extrema necessidade. Cristiane optou por um modelo de couro no qual os moradores pudessem deitar e assistir a um bom filme. Ele também possui um pufe que
funciona como mesa de centro para apoiar petiscos e se encaixa perfeitamente quando alguém precisa de mais um lugar para sentar. O painel à frente, feito de madeira e com pintura laqueada roxa (Bontempo), disfarça a parede em diagonal ao fundo. “Criei um armário com porta fecho toque aproveitando a profundidade existente. No canto direito,
coloquei ainda nichos que acomodam os equipamentos eletrônicos”, complementa Cristiane "A sala baseia-se no
roxo porque a moradora gosta de cores vibrantes. Então, considerei esse tom, que reflete aspectos de sua personalidade.”

 

Lavabo inusitado
Diferentemente da sala e da cozinha, o lavabo do apartamento sai das cores sóbrias – roxo e preto – e vai para os tons terrosos com o papel de parede vinílico (Bucalo) e piso de bambu. A bancada é um espetáculo à parte. Feita com mármore ônix (Karina Mármores), possui iluminação direta para ser sempre o destaque do local.

Cristiane Schiavoni, arquiteta

 

Integrada às salas de estar e de TV, a sala de jantar possui um espelho em toda a parede para refletir o lindo painel e os arranjos (Veneza Souzedo, The Flower Power) no aparador

 

“A varanda era totalmente separada da sala por uma porta de ferro com vidro. Eliminei esse acesso e coloquei o mesmo piso nos dois ambientes para proporcionar uma integração visual. A porta de vidro agora é no sistema sem esquadria, tornando a transparência ainda maior.”

 

Aproveitando os cantinhos

Segundo a arquiteta, o bar foi feito abrindo a parede para a sala e abrangendo uma parte do dormitório de empregada. “Como os moradores apreciam e degustam as bebidas, elas deveriam ter um local adequado”, disse Cristiane Schiavoni. Para a bancada, a profissional utilizou mármore marrom-imperial, e para guardar adequadamente os copos e as taças, desenhou uma estante acima da adega, utilizando todos os espaços disponíveis.

 

Preto e branco na cozinha, sim!
Por serem muito ocupados, os moradores pediram uma cozinha extremamente prática. Mas um pouco de ousadia não faria mal a ninguém. Portanto, as paredes e o piso ganharam porcelanato Portinari com efeito metálico (Bollpi), deixando o ambiente com um tom futurista. O contraste foi dado com a bancada de nanoglass branco. O único ponto de cor do espaço aparece nos pendentes vermelhos (Empório Luz) direcionados aos lugares da mesa.

 

 

 

Cada pessoa no apartamento ganhou um banheiro próprio. No caso do marido, que gosta de tons mais sóbrios, o espaço foi trabalhado com porcelanato no piso e na parede; já na bancada, mármore marrom-imperial (Karina Mármores). Como precisava de um espelho bom para o barbear, Cristiane providenciou um modelo de aumento direcionável (Bollpi). No caso da esposa, a arquiteta usou e abusou do preto, cor geralmente usada em banheiros masculinos, com diferentes texturas, como revestimento (Porcelanosa) e pastilhas (Mosarte) no box, pois a proprietária gosta de tonalidades fortes

 

Home office para dois
O casal trabalha e estuda muito dentro de casa. Por isso, fazer um escritório com duas bancadas usando móveis ergonômicos e ter um espaço isolado e com bastante entrada de luz natural era necessário. A marcenaria entrou em forma de estantes e prateleiras para abrigar todos os livros e objetos decorativos.

Como o escritório dá acesso ao quarto do casal, Cristiane colocou uma porta de correr isolando a área íntima

 

Papel de parede como ponto de cor
Quando Cristiane começou a reforma no apartamento, transformou dois quartos em dormitório do casal, escritório e closet, com acesso direto ao banheiro do marido e ao banheiro da esposa. No quarto principal, a ideia era ter uma cor vibrante, caso do papel de parede estampado, destacando a cabeceira (Bontempo) e definindo a posição da cama (roupa de cama – Casa Almeida).

 

Azul da cor do céu
A arquiteta transformou o que antes era a copa em suíte para o menino. O pedido dele? Ter a cor azul no quarto. Por isso, Cristiane investiu em um papel de parede com listras verticais (Bucalo), alongando a parede. O restante do dormitório permaneceu branco, inclusive a marcenaria, já que o ambiente tinha uma metragem reduzida. Em frente à cama, a profissional criou nichos para acomodar a TV e os brinquedos do garoto que servem como adornos

 

Para facilitar a limpeza e a conservação do banheiro, Cristiane revestiu de pastilhas (Bollpi) azul e branco a parede e a bancada de mármore.

 

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Tudo que eles fazem, fazem com AMOR... Este é o segredo do sucesso do @portaldecoracao.

Dielle Melo, São Luís - Maranhão, via Twitter
Editora Online