Publicidade

Para Você > Inspire-se
Peça prática

Texto: Douglas Galan / Fotos: Divulgação

 

 

Porta, portão e cercadinho
Flávio Cunha, autor deste projeto, usou o deque de cumaru como curinga, desde o piso da área externa nos fundos até uma grande porta de correr feita com duas folhas de 2 m cada. De um lado, ela “guarda” a área de serviço e de outro, a churrasqueira. “O deque aplicado na porta aumenta o espaço visual, dá a impressão da continuidade do piso e permite arejamento das áreas mesmo quando “fechadas”, explica Cunha. Nas laterais do terreno, o deque reveste a estrutura metálica que faz o fechamento, garantindo privacidade e disfarçando irregularidades dos muros e telhado vizinhos sem perder a ventilação. Na fachada ele reveste os pilares que fazem o contrapeso do portão e um fechamento acima do mesmo, criando um pórtico em madeira que o emoldura. O arquiteto comprou o material num lote remanescente de desmontagem de estandes de vendas a um bom custo-benefício. O custo desse serviço entre mão de obra, material e acabamento (verniz ou polisten) fica a partir de R$ 250 o m².

 

Projeto e execução: Flávio Cunha Machado, SET Arquitetura e Construções;

Jardim: Fernando Machado;

Marcenaria: Marcenaria Carandaí;

Portas e esquadrias: Madeireira Cedro Arana LTDA.;

Ferragens e puxadores: Casa Giacomo;

Iluminação: Ipel Iluminação;
Quadros, cerâmicas e louças: Vera Vicentin.

 

Banco com cabeceira
Neste terraço de 6,30 m², a arquiteta Ana Novak solucionou com deque duas necessidades de uma vez – criar um ambiente de lazer para receber amigos e disfarçar a condensadora do ar-condicionado. Como o multisplit é um equipamento alto, criou-se um banco com encosto generoso, que na parte superior ainda serve como prateleira para vasos e objetos decorativos. “O deque é ideal para essa situação, porque ele permite que a máquina fique escondida, porém não fechada. Ela faz a troca de ar normalmente pelo espaçamento entre as ripas e a estrutura de madeira é articulável e se abre para eventuais manutenções no aparelho”, explica Ana. Foram usados 5 m² de deque em ipê clareado para o banco, e 9,5 m² para o ambiente completo (banco e piso) a um custo de R$ 2.450 (incluindo mão de obra).

 

Projeto: Ana Novak, N2R Arquitetura e Interiores;

Deque: Del Deck;

Futton, rolinho e almofadas: Espaço Livre Decor;

Tecidos: Aladim;

Acessórios: Cecília Dale e acervo do morador.

 

Revestimento de parede
Com um lavabo localizado dentro de uma pequena sala e de frente para a porta de entrada da casa, era urgente deixá-lo discreto e charmoso. A solução encontrada pela arquiteta Laís Galvão foi reaproveitar a madeira do piso de um deque cumaru Pavimenti, que havia no antigo escritório, para fazer o painel que revestiria essas paredes. Como o material já existia no local, a arquiteta aponta uma economia de R$ 250 o m² nos 8 m² usados neste trabalho.

 

Projeto: Laís Galvão;

Deque: Detalhe Marcenaria;

Cachepôs para velas: Home Design Casual;

Carrinho gaveteiro: Tok Stok;

Azulejos: Cemitério dos Azulejos;

Molduras: Galeria Fábio Pena Cal.

 

Cantinho zen
Sabe aqueles nichos e reentrâncias de algumas plantas de imóvel que parecem impossíveis de aproveitar? Eis que eles podem virar um cantinho de leitura e relaxamento estilo “day-bed”, valorizado por um deque elevado com degraus. Neste espaço de 4,90 m², a madeira ainda sobe a parede como um painel que dá continuidade e deixa ainda mais aconchegante o local. A configuração agradável e convidativa foi complementada com um vaso cerâmico com orquídea, almofadas e lanternas. A economia ficou por conta da utilização de réguas de diferentes larguras em madeira recuperada.

 

Projeto: Grama e Flor Paisagismo;
Vasos: L´oeil.

 

Painel
Aqui, a madeira recuperada também permitiu um bom custo-benefício na criação de um painel seguido por um deque para cadeiras de sol no mesmo nível do piso. A área de descanso fica integrada com o espaço da churrasqueira e assim, quando se quer, é possível dispor de um pequeno conjunto de mesa e cadeiras para servir os convidados, distribuindo o fluxo para outros “ambientes” do terraço. Vasos com lavanda, plantas ornamentais e temperos (alecrim, manjericão e hortelã) colorem e perfumam o ambiente. Aqui foram usados 6,50 m² de deque.

 

Projeto: Grama e Flor Paisagismo;
Piso cerâmico: Lepri;
Vasos: L´oeil.

 

Preços informados pelos arquitetos responsáveis, sujeitos a alterações.

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Fabuloso o apartamento mostrado no Portal, lindo mesmo! Adorei as ideias e os detalhes, deixaram tudo simples e sofisticado. Parabéns!

Dielle Melo, São Luís - Maranhão, via Twitter
Editora Online