Publicidade

Ecodécor > Móveis e acessórios
Versatilidade Sustentável

Por: Fernanda Emmerick / Fotos: Adriana Barbosa/Divulgação

 

Sustentável, aconchegante e pronta para trazer estilo para cada cantinho do seu lar, assim é a madeira de demolição. Tendência – e referência – entre arquitetos e designers de interiores, ela passou a ser usada em qualquer cômodo da casa, seja para aquecer um ambiente, para agregar um ar mais rústico na decoração ou simplesmente por ser bem resistente, seu diferencial será sempre um charme à parte: ela é ecologicamente correta e pode ter suas sobras reaproveitadas de outras obras. Nas páginas seguintes, você vai conhecer 5 maneiras diferentes de abusar desse revestimento tão especial e sofisticado. Aprenda como usar a sustentabilidade a seu favor.

 

 

1. Sala de TV / Painel embutido e piso

 

O piso também está entre as escolhas sustentáveis: assoalho de demolição de madeira cumaru.

 

Rusticidade contemporânea
Dentro desta sala de 16,8 m², a arquiteta Beatriz Quinelato mostrou o quanto a madeira de demolição pode ser versátil. Além de deixar o ambiente imponente, ela apostou em soluções funcionais que fizeram toda a diferença, como nichos iluminados e portas camufladas. “Os moradores queriam um lugar aconchegante, que guardasse tudo – CDs, DVDs, sistema de som e home – de maneira organizada, aproveitando os espaços da melhor forma possível”, explica a profissional. Para criar esse móvel cheio de praticidade, Beatriz buscava um material de aspecto realmente natural e que deixasse o local mais aquecido. “A madeira de demolição é um exemplo de responsabilidade ecológica, além da ótima resistência e durabilidade. Também acho que as marcas do tempo e dos pregos, impressas nessas madeiras, proporcionam um ar rústico, que traz bossa entre o antigo e o moderno”, destaca a arquiteta.

 

Quase imperceptível, o falso armário criado nas laterais abriga CDs e DVDs. “Ele deixa tudo organizado, sem ficar aparente. Assim, aproveitamos o espaço do painel, que também tem uma TV embutida”, detalha Beatriz.

 

Projeto e decoração: Beatriz Quinelato Arquitetura;

Piso: Indusparquet;

Madeira de demolição e marcenaria da sala: Marcenaria Pinheiro;

Sofá: Breton;

Cortina: Emporium by House;

Tapete: acervo pessoal do morador.

 

2. Varanda / Jardim suspenso

 

Parede verde
Para a dupla de arquitetos Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama, é nítido o quanto a madeira de demolição pode deixar qualquer ambiente mais elegante. O projeto desta varanda com cara de jardim relax, ilustra o habitat natural da madeira, só que com ar mais contemporâneo, deixando de lado árvores e criando um ambiente tranquilo por meio de um jardim suspenso e de vasos de cerâmica. “A moradora queria um orquidário que fosse moderno e também rústico, ficando em equilíbrio com a varanda”, explica Gerson. Assim, os profissionais optaram pela demolição e pela peroba, que, além de preencher os requisitos do projeto, combinam com todo o restante do ambiente, pois aquecem e são de fácil manutenção.

 

As plantas alegram o ambiente e deixam o espaço bem mais relaxante. O jardim vertical ainda combina com os móveis da varanda e traz a sensação de tranquilidade que é tão importante nesse cantinho da casa.

 

A neutralidade é mantida não só na madeira de demolição, mas no tom dos móveis e do tapete.

 

O colorido das almofadas entra em harmonia com os vasos, que deixam o espaço mais alegre, imponente e com cara de jardim.

 

Projeto: Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama;

Móveis: Artefacto.

 

3. Área externa / Área de churrasqueira = pode molhar

 

Lazer sustentável
Nesta varanda de 25 m², a ideia era montar um espaço gourmet despojado, seguindo uma linha mais campestre sem deixar de lado o padrão atual mais contemporâneo. Para atender à vontade da família a aposta de Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama foi abusar em madeira de demolição – que além de trazer a imagem desejada, é ideal para tal área, já que pode ser molhada sem problemas. O painel recebe televisão, prateleiras para mini-horta e nichos para deixar a decoração ainda mais personalizada. “Queríamos, além de tudo, atender à familía na área de lazer também. A ideia da hortinha surgiu do aproveitamento dos pilares. Já tinhamos em mente a colocação da madeira de demolição como solução”, finalizam os arquitetos.

 

A mesa conta com bancos estilo caixote. Eles garantem um décor diferenciado e ainda ajudam no ganho de espaço.

 

O piso, de porcelanato preto, se integrou bem com a madeira de demolição e deu vida à sofisticação desejada pelos moradores.

 

Já que o espaço gourmet é pequeno, foram criadas alternativas – como balcões separados – para que essa transformação atendesse à expectativa da família.

 

Projeto: Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama;

Móveis: Artefacto.

 

4. Saleta de leitura / Revestimento de parede

 

Revestir com elegância
Outro projeto dos profissionais Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama garante como a simplicidade da madeira de demolição é fruto de muita elegância. Não só pelo material, mas também pelo jogo de iluminação projetado. A saleta de leitura foi aquecida pela sua parede – totalmente revestida com madeira de demolição – e, sem dúvida, criou um ambiente aconchegante com aquela cara de casa de campo, no qual ler se torna um ato ainda mais agradável e prazeroso. “A proposta da madeira de demolição veio para dar mais ênfase na imagem do Espírito Santo, que acompanha a moradora há bastante tempo. Colocado sobre a madeira, meio patinada, faria um efeito mais interessante, e o equilíbrio seria nítido”, contam os arquitetos. O espaço tem uma proposta mais clássica, no entanto, para deixá-lo menos sisudo, os profissionais apostaram nos quadros e no tapete vermelho.

 

Aqui há um toque de romantismo no ambiente. O resgate do passado deixa em voga o retrô moderno.

 

A madeira de demolição peroba trouxe um pouco de aquecimento ao espaço.

 

Projeto: Gerson Dutra de Sá e Ana Lúcia Salama;

Móveis: Artefacto.

 

5. Sala de almoço / Mesa + Painel

 

Lanchinho sustentável
Simples e muito convidativa, essa sala de almoço – de 9 m² – foi idealizada para que os filhos da moradora tivessem um lugar para seus lanchinhos. Um projeto da arquiteta Jóia Bergamo, a madeira de demolição foi escolhida por agregar estilo e sustentabilidade. “Além disso, é uma ótima madeira para mistura de estilos. Nesse caso, entre o rústico e o contemporâneo. Gosto também de pontuá-la em alguns itens dos ambientes, acho que dá contraste”, conta a profissional. Aqui, a mistura de materiais não deixou o espaço pesado, pelo contrário, o ambiente foi todo trabalhado em tons claros e o destaque ficou para o painel que parece alongar a mesa do mesmo material. Por se tratar de uma passagem entre a cozinha e a churrasqueira, a neutralidade ganha pontos e não tira a graça do cantinho pra lá de delicado.

 

O décor clean, que conta com itens de design – como o relógio e a fruteira –, ganha destaque no vermelho constante dos quadros de frutas.

 

O uso de cores neutras trouxe harmonia para o espaço, já que elas não brigam entre si.

 

Projeto: Jóia Bergamo;
Marcenaria e madeira de demolição: Todeschini;
Cadeiras: Marka.

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Fiquei muito feliz porque o Portal Decoração foi lançado. Quero que saibam que vou estar sempre aqui aperriando todos vocês. Um super Cheirão!

Tatiana Veras, João Pessoa - Paraíba, via e-mail
Editora Online