Publicidade

Faça já! > Resolva
Imersão para relaxar

Texto: Giulia Esposito / Fotos: Divulgação


Imersão para relaxar

A hidroterapia é um método comprovadamente eficaz para o alívio de tensões e estresse. Ela melhora a qualidade do sono, atenua as dores musculares e articulares e revigora o sistema cardiovascular. Cada dia mais, banheiras, spas e ofurôs cumprem esse papel nas residências. Antes de levar um para casa, veja a diferença entre eles e qual é o mais indicado para suas expectativas

 

Spa Spirit (2,04 x 1,38 x 0,80 m), da Pretty Jet, com capacidade para três adultos e 460 litros. Tem 96 jatos de hidromassagem, travesseiro, blower, dois seletores de ar, cromoterapia, sucção, acionamento touch auxiliar, painel digital e aquecedor inteligente. Spas a partir de R$ 14.500

 

 

Estilos

As vitorianas são o modelo mais clássico, extremamente decorativo, e também chamadas de freestanding (banheiras de apoio ou soltas). Com linhas sinuosas e apoiadas sobre estilosos pés, evitam o quebra-quebra na hora da instalação, mas só permitem ao usuário banhar-se sentado. A Doka Bath Works disponibiliza diversos modelos, inclusive uma versão para bebês: a Slipper, confeccionada em Quarrycast, mistura entre uma pedra calcária rara e resina de alto desempenho naturalmente branca. Além de conservar o brilho e a cor, o material mantém a temperatura da água por mais tempo.
As banheiras contemporâneas são versões embutidas, de linhas mais retas, de fácil limpeza e que demandam algum tipo de acabamento em seu entorno. Contemplam desde as versões simples às tecnológicas, que incluem sistemas de hidromassagem, iluminação, cromoterapia, ducha manual, enchimento automático, blower (banho com borbulhas), entre outros.
Há também os românticos ofurôs, normalmente confeccionados de madeira, que podem ser dotados ou não de jatos massageadores e têm as vantagens de serem compactos e não utilizarem motor. A desvantagem é o consumo maior de água.


 

Banheira Oceanus (1,80 x 1,20 x 0,60 m), da Pretty Jet, com capacidade para dois adultos e 260 litros, e equipada com 52 jatos de hidromassagem, travesseiros e cromoterapia com cascata. Banheiras a partir de R$ 3.000

 

Banheira X spa

Não confunda... Apesar de muitos reduzirem todo e qualquer tipo de recinto de imersão aquática à nomenclatura de “banheira”, há diferenças entre uma e outra. As duas apresentam os benefícios da hidroterapia, porém, enquanto a banheira tem uma finalidade mais particular, atendendo a uma pessoa ou a um casal dentro da suíte, sala de banho ou, no máximo, no dormitório, o spa é destinado a um número maior de pessoas, estendendo-se à família e aos amigos. É equipado com mais adereços, maior número de jatos massageadores, assentos personalizados, painel digital e maior profundidade. Geralmente instaladas em locais como jardim, varanda, cobertura ou junto à piscina e à sauna, não são focadas apenas em relaxamento, mas no lazer e na convivência. “Além disso, o spa possui aquecedor e um sistema de filtragem e tratamento de água que o mantém sempre limpo e na temperatura ideal para a utilização”, explica Marcos Granado.

 

Formatos

No caso de spas e banheiras de hidromassagem embutidos, as marcas apresentam formatos arredondados, quadrados, retangulares e de canto, que podem ser oval ou triangular. Já as banheiras vitorianas – que são soltas – possuem formas diversas e, muitas vezes, irregulares. A linha Freestanding, da Pretty Jet, oferecem quatro modelos de banheiras soltas, e três deles são equipados com cromoterapia, travesseiro e o blower sistema, que realiza borbulhas na água, proporcionando a sensação de “flutuação” durante o banho.

 

Com 78 cm de comprimento, 28 cm de altura em uma das extremidades e 38 cm na outra, a banheira Slipper, da Doka Bath Works, tem capacidade para até 6 kg e custa R$ 1.320

 

Menos água

Marcos Granado ensina um truque bem simples para economizar água. “Encha a banheira já com as pessoas dentro, assim, será utilizada a quantidade de água mínima para o funcionamento”. A Pretty Jet possui um sistema automático que interrompe o enchimento da água ao atingir o mínimo necessário para o uso da hidromassagem.
 

 

 

Banheira Lunacril (1,50 x 0,50 m), da Ouro Fino, com capacidade para duas pessoas e 320 litros, e equipada com seis jatos de hidromassagem e dois travesseiros

 

Manutenção e limpeza

Nada de esponjas, palhas de aço, raspadores, solventes e produtos químicos e abrasivos, bem como materiais metálicos e cortantes, que agridem a estrutura da banheira. O ideal são detergentes neutros ou produtos específicos para cada material e água quente. A limpeza deve ser feita sempre que o item for utilizado, e, em caso de uso diário, ao menos três vezes na semana. Spas demandam bactericida e oxidante para manter a pureza da água a cada 20 dias, em média, dependendo da frequência de utilização. Manter o filtro sempre limpo, a capa térmica protetora – contra intempéries –, conservar a temperatura da água e evitar a entrada de sujeiras e insetos são outros cuidados fundamentais.

 


Teste de conforto

Avaliar o espaço interno da banheira é um ponto importante para garantir o conforto dos usuários e, em relação à ergonomia, quanto mais curva, melhor. Apesar de as retangulares serem mais comuns e oferecerem várias opções no mercado, as arredondadas costumam acomodar melhor dois adultos. Um bom teste é sentar-se na banheira vazia antes da compra, esticar as pernas e perceber se o seu corpo não desliza e se os dispositivos inseridos nela não incomodam nas costas. Para otimizar a circulação, há opções compactas, com menos de 1 x 2 m, como a Whirlpool Bath – H-952 – Plus, da Heaven Spas.

 

Banheira Petra (1,90 x 1,20 x 0,47 cm), da Ouro Fino, com capacidade para duas pessoas e 270 litros. Possui seis jatos de hidromassagem e cascata iluminada por mini Leds

 

 

Materiais e acabamentos

Atualmente, os materiais mais comuns na confecção são o acrílico e a fibra de vidro, seguidos de rochas vulcânicas e compostos que aliam minerais e acrílicos como o Corian®, além do mármore e do granito como acabamentos. Há, ainda, das versões mais clássicas, aquelas produzidas em porcelana, ferro, aço esmaltado, cobre e madeira. Entre todas, a opção mais indicada é o acrílico, por ser mais nobre, durável, de fácil limpeza e resistente às ações do tempo. A versão importada Lucite® do material é utilizada na confecção de todas as banheiras da Pretty Jet. “O acrílico destaca-se por deixar a superfície perfeitamente lisa e intensamente brilhante, e por ser agradável ao toque”, garante o diretor-presidente da marca, Marcos Granado.
 

Instalação

Todos os modelos de banheira precisam ter um ponto de entrada e um de escoamento da água. Por isso, é necessário avaliar, antes de tudo, a viabilidade da instalação, que pode ser feita por técnicos do próprio fabricante. Caso a banheira tenha hidromassagem, a parte elétrica precisa ser analisada, já que necessita de uma rede independente desde o quadro de energia. Recomendase, também, a impermeabilização do local em que será a realizada a instalação e a colocação de ralo de contenção.


Como escolher

O primeiro passo é analisar a dimensão da área que você tem disponível para a colocação da banheira. O tamanho da porta em que ela deverá passar também deve ser levado em consideração e, em caso de acesso estreito demais, será necessário fazer um içamento pela fachada, quando possível, o que onera os custos no processo de instalação. Para as embutidas, será necessário reservar, ao menos, 10 cm ao redor para o acabamento. Além disso, é essencial uma área de 30 a 50 cm para o acesso à motobomba. As banheiras de apoio (ou soltas) dispensam essa metragem extra.

 

Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Conforme já comentei no twitter, voces estão de parabéns, eu estou adorando o portal. Estou com a casa em reforma e tem sido muito útil. Obrigada

Tania Mancini Choer, Pelotas - Rio Grande do Sul, via Orkut
Editora Online